GESTÃO DE FERIDAS COMPLEXAS - UMA ABORDAGEM DE BOAS PRÁTICAS

Auditório do Complexo Escolar ESEL/ESTESL

Lisboa, 30 e 31 de Março de 2012

FICHA DE INSCRIÇÃO

PANFLETO DE DIVULGAÇÃO

PÓSTERES ACEITES (RESULTADOS DA 1ª FASE DE CANDIDATURA)

PÓSTERES ACEITES (RESULTADOS DA 2ª FASE DE CANDIDATURA)

Os participantes têm direito a:

Manual de boas práticas: Úlceras de Pressão - uma abordagem estratégica; Documentação do congresso, material de suporte bibliográfico de acesso reservado aos inscritos, coffe-break, certificação individual

 

PATROCÍNIOS

 

JUSTIFICAÇÃO

Actualmente, é de conhecimento geral a importância da prática baseada na evidência (PBE) para o desenvolvimento da prática clínica com base no saber já produzido. Contudo, o tempo que medeia entre os resultados contributivos da PBE e a sua aplicação na prática é de 17 anos.

É fundamental fazer o divórcio das atitudes passivas perante os ganhos da investigação e adoptar-se uma atitude activa, oferecendo aplicabilidade desse mesmo saber nos contextos empíricos, favorecendo a mudança de práticas.

Mais uma vez este congresso surge como um momento de encontro de diversos peritos com o objectivo de divulgar o conhecimento sustentado pelo saber já produzido na área das feridas complexas.

 

OBJECTIVOS

  • Conhecer experiencias de boas práticas de cuidados no tratamento de feridas tendo em conta a complexidade e especificidade das feridas complexas;
  • Conhecer resultados de pesquisa no âmbito no tratamento de feridas complexas;
  • Identificar processos de monitorização de resultados no tratamento de feridas;
  • Conhecer as perspectivas dos diferentes actores sobre a visibilidade dos cuidados de enfermagem e as orientações para a aumentar;
  • Divulgar projectos de cuidados, de investigação e outros, no âmbito do tratamento de feridas complexas.

 

 

Dia 30 de Março, Sexta-feira

8.45h - ABERTURA DO SECRETARIADO

9.15 - MESA I - FERIDAS COMPLEXAS: GENERALIDADES
Moderador: Carlos Margato, FORMASAU

A importância da efectividade dos cuidados de enfermagem - António Amaral, Director da Revista Sinais Vitais

Formação em feridas: panorama e benefícios - Ana Ramos, Centro Hospitalar Lisboa Norte

Sistemas de informação e feridas - Ricardo Paço, FERIDASAU

Custo-efectividade no tratamento de úlceras de perna - Susana Silva – Enfermeira CHVNG/Espinho

10.15 – 10.45 - Discussão

10.45 - 11.10 - COFFEE-BREAK

11.15 CONFERÊNCIA 1 - "PORQUE O TERMO FERIDAS CRÓNICAS ESTÁ A ENTRAR EM DESUSO?"
Palestrante: Paulo Alves, APTF

11.45 - CERIMÓNIA TEMÁTICA DE ABERTURA

ESPECIALIDADE EM TRATAMENTO DE FERIDAS: POSIÇÕES / DISCUSSÃO

Participação de:

  • Bastonário da Ordem dos Enfermeiros
  • Associação Portuguesa dos Enfermeiros - Enfª Ana Teresa Oliveira
  • Presidente do Sindicato dos Enfermeiros Portugueses
  • Presidente da Direcção da Associação Portuguesa de Tratamento de Feridas – APTF
  • Presidente da Direcção da ELCOS – Sociedade de Feridas
  • Presidente da Direcção do Grupo Associativo de Investigação em Feridas – GAIF
  • Grupo Feridasau: Vítor Santos e Elsa Menoita

12.45 – ALMOÇO LIVRE

 

14.00 - MESA II - EVIDÊNCIAS QUE SUSTENTAM A PRÁTICA CLINICA: REVISÕES SISTEMÁTICAS DA LITERATURA
Moderador: César Fonseca, FERIDASAU

Poliuretano vs compressa de gaze - evidências científicas - Joana Marques

O que é uma limpeza eficaz para um leito da ferida viável? - Cláudia Gomes

Oxigenoterapia hiperbárica na cicatrização de feridas nos membros inferiores- que evidências? - Cristiana Fonseca, IPO, Lisboa

Um caso da aplicação da evidência na Prática Clínica - Ricardo Paço, FERIDASAU 

15:10 - 15:30 - Discussão

 

15.30 – SEMINÁRIO TEMÁTICO - NOVEL APPROAC TO TREATMENT CHRONIC WOUNDS - HYATOPROL
Palestrante: Professor Lubos Sobotka, Medical Faculty Hradec Kralove, Charles University Prague, Czech Republic

16.20 – 16.45 - INTERVALO

 

16.45 - MESA III - AS RETICÊNCIAS PERDURAM NO TRATAMENTO DAS FERIDAS COMPLEXAS
Moderador: Prof. Dr. Paulo Queirós, Director da Revista Investigação em Enfermagem

Cuidar do pH da ferida - Elsa Menoita, FERIDASAU

A acção do poliacrilato superabsorvente nas feridas que não cicatrizam - Manuel Ferreira, colaborador da FERIDASAU

Tratamento das Ostomias: do passado ao futuroDora Neves, IPO Coimbra

17:30 - 18:00 - Discussão

18.00 – Fim dos trabalhos do 1º dia

Dia 31 de Março, Sábado


9. 15 - MESA IV - INFLAMAÇÃO PROLONGADA e/ou INFECÇÃO
Moderadora: Elsa Menoita, FERIDASAU

Tecido inviável: causa e/ou consequência de infecção? Que intervenções - Éster Malcato, Hospital Santa Maria

Alterações cutâneas inflamatórias no contexto das feridas complexas - Enfº Pedro Martins - UCC Montepio de Coimbra

Estratégias de gestão de biofilme (biofilm-based wound-care - BBWC) - Vítor Santos, FERIDASAU

Polihexanida + betaíne (PHMB) e pensos hidrofóbicos: estudos de caso - Maria José Maia - Comissão de Controlo infecção hospitalar

10:10 - 10:30 - Discussão

10.30 - 11:00 - COFFEE-BREAK

11.00 - MESA V – PREVENÇÃO DE ÚLCERAS DE PRESSÃO: QUE EFICIÊNCIA?
Moderador: Célia Santos, Hospital Curry Cabral

Ganhos em saúde na prevenção de úlceras de pressão - Kátia Furtado, ELCOS

Úlcera de pressão nos calcâneos: alvo de boas práticas? - Elsa Menoita, FERIDASAU

11:35 - 11:55 - Discussão

12.00 - SEMINÁRIO TEMÁTICO: UTILIZAÇÃO DA POLIHEXANIDA E DA BETAÍNA NO TRATAMENTO DA FERIDA CRÓNICA E NA GESTÃO DOS BIOFILMES Patrocínio:  B. Braun
Palestrante: Dr Thomas Eberlein - Certified expert in wound management for TÜV CERT Austria; Managing Director Wound Consulting GmbH, Vienna

12.35 – ALMOÇO LIVRE

14. 00 - CONFERÊNCIA 2: GESTÃO DAS FERIDAS COMPLEXAS: CONTRIBUTOS DA REABILITAÇÃO
Palestrante: Fátima Mendenha – CS Oriental Marvila 

14.20 - CONFERÊNCIA 3: EMPREENDEDORISMO E FERIDAS
Palestrante: Pedro Parreira – Prof. ESEnfCª

15:00 - MESA VI - ÚLCERAS DAS EXTREMIDADES INFERIORES
Moderador: Vítor Santos, FERIDASAU

Terapia compressiva e a insuficiência arterial: o Estado da Arte - Cristina Miguens

Intervenções Estruturadas de Enfermagem na Pessoa com Úlcera da Perna - Tiago Franco - Hospital São Francisco Xavier

Gestão da dor em pessoas com Úlceras de Perna - Ana Santos, Centro Hospitalar do Oeste Norte (CHON)

Pé Diabético: Abordagem estruturada da úlcera neuropática - Luís Prata, APDP 

16:00 - 16:20 - Discussão

16.20 – 16.40 - INTERVALO

16.45 – CERIMÓNIA DE ENTREGA DE PRÉMIOS

17.00 – 18.00 - SESSÃO TEMÁTICA DE ENCERRAMENTO:

VISIBILIDADE DA PROFISSÃO: CONTRIBUTOS & ORIENTAÇÕES

Participação de:

  • Bastonário da Ordem dos Enfermeiros
  • Associação Portuguesa dos Enfermeiros - Enfª Ana Teresa Oliveira
  • Presidente do Sindicato dos Enfermeiros Portugueses
  • Presidente da Direcção da Associação Portuguesa de Tratamento de Feridas – APTF
  • Presidente da Direcção da ELCOS – Sociedade de Feridas
  • Presidente da Direcção do Grupo Associativo de Investigação em Feridas – GAIF
  • Grupo Feridasau: Vítor Santos e Elsa Menoita

 


SESSÕES PARALELAS EM FORMATO DE WORKSHOP

3€ cada Inscrição Individual por Workshop

Workshops disponíveis apenas para os participantes no Congresso. Sessões com inscrições limitadas, presenças controladas e certificado autónomo. 
Serão consideradas por ordem de chegada ao secretariado.

WORKSHOP 1: Terapia compressiva - 30/03/2012; 14h-15:30
Enfº Luís Simões, colaborador da FERIDASAU

WORKSHOP 2: Massagem de drenagem linfática e exercícios miolinfocinéticos - 30/03/2012; 17:35-18:45
Enfº Carlos Margato, CHUC; Tânia Azevedo , Enfermeira, CHUC

WORKSHOP 3 - Alívio da pressão no Pé Diabético - 30/03/2012; 16:20-17:30
Enfº Luis Prata, APDP

 


Comunicações Livres em formato de Poster

A organização do III Congresso “Gestão de feridas complexas: uma abordagem de boas práticas” abre aos inscritos a possibilidade de se candidatarem à apresentação de Comunicações Livres em formato de Poster. A intenção é permitir a sua participação activa no Congresso com a divulgação de projectos e trabalhos decorrentes da prática clínica, investigação e/ou formação.

Podem candidatar-se com este tipo de comunicação, Enfermeiros e outros profissionais de saúde desde que licenciados e estudantes (Cursos de Licenciatura), desde que tenham desenvolvido projectos relacionados com as áreas do tratamento de feridas.

1. Âmbito temático da candidatura:

Gestão, prevenção e tratamento de feridas complexas.

2. Podem candidatar-se:

Enfermeiros, Médicos, Farmacêuticos e Nutricionistas; Estudantes de Enfermagem, Medicina, Farmácia e Nutrição.

3. Princípios da candidatura:

a. A candidatura processa-se através do envio do resumo (modelo próprio) e do Poster para Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.. até dia 18 de Março de 2012 às 24 horas;

MODELO DE RESUMO - enviar por email para Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

b. Os resumos devem ser conter:

i. Nome completo do(s) autor(es), morada, e-mail e contacto do 1º autor; nome completo dos restantes autores.

ii. No máximo de 450 palavras, onde apresente: breve introdução, objectivos, metodologia, desenvolvimento, conclusões e bibliografia – conforme modelo.

iii. Entre um (1) e cinco (5) autores;

iv. Os autores inscritos no Congresso à data da selecção dos resumos.

4. Terão preferência na selecção e na avaliação final os trabalhos que apresentem experiências de serviços e experiências clínicas com resultados e os que apresentem dados empíricos.

5. A lista com os Posteres seleccionados pode ser consultada em www.sinaisvitais.pt no dia 15 de Março.

6. Os Posteres devem ser impressos para apresentação num placard com 0, 90 m de largura e 1,20m de altura.

7. Prémios:

1º Lugar - 200€
2º Lugar - 150€
3º Lugar - 100€


 

COMISSÃO CIENTÍFICA

António Amaral – Revista Sinais Vitais

Arménio Cruz – Revista de Investigação em Enfermagem

Carlos Margato – Feridasau

César Fonseca - C.H.L.C./ Polido Valente

Elsa Menoita – Feridasau

João Petetim - Formasau

Luís Oliveira – Formasau

Paulo Queirós – Revista de Investigação em Enfermagem

Rui Margato – Feridasau

Vitor Santos – Feridasau

 

COMISSÃO ORGANIZADORA

Elsa Menoita – Feridasau

Vitor Santos – Feridasau

Carlos Margato – Feridasau

João Petetim - Formasau

Rui Margato – Feridasau

 

SECRETARIADO

Célia Pratas

Mariana Gomes

Raquel Canais