Gestão de Feridas Complexas 2015

 

JUSTIFICAÇÃO

 

Por razões alheias à Comissão Organizadora foi necessário alterar o local de realização do Congresso:
AUDITÓRIO METRO DE LISBOA - ALTOS DOS MOINHOS

Inscrições até dia 1/10/15

 

Este ano fizemos diferente: tornámos todos os temas em questões – as de todos os Enfermeiros... Efetivamente, este congresso pretendeu destacar-se dos anteriores no sentido de ser construído com base nas questões práticas dos Enfermeiros e outros profissionais de saúde, que nos colocaram por e-mail, durante o mês de Março e Abril.
É sobre estas questões que selecionámos e na tentativa de as esclarecer que criámos diferentes painéis, com peritos na área de feridas com core de conhecimentos e com experiência prática. Reunimos experts de várias associações, grupos, escolas - num só espaço. Juntos para construir um saber partilhado!
Conte com a presença da Sociedade Portuguesa de dermatologia e venereologia, Associação Portuguesa do Cancro Cutâneo, APDP, ELCOS, GAIF, APTF, FERIDASAU, ESEL, ESEnfC, Associação científica dos enfermeiros....
Nestes 2 dias serão um ponto de ancoragem de várias temáticas que foram sendo abordadas ao longo dos nossos 5 congressos "Gestão de feridas complexas", integrando, claramente, as atualizações na ciência e na arte de cuidar de uma pessoa com ferida. Tivemos, também, a preocupação de trazer as novidades até vós. Esperamos que gostem.

Questões

  • O que são as hipercromias provocadas pelo fotoenvelhecimento?
  • Porque surgem as rugas na pessoa idosa e o que fazer para minimizar?
  • Quais os riscos da pele da pessoa idosa em desenvolver quebras cutâneas? Que cuidados?
  • Presto cuidados de higiene e conforto totais diários à pessoa idosa?
  • Quando não posso usar hidrocoloides?
  • Posso usar açúcar no leito da ferida?
  • Porque ainda se usa o hipoclorito de sódio? O que nos dizem as evidências das vantagens e desvantagens?
  • Que contributos e inovações trazem as guidelines de UPP de 2014 relativa-mente às de 2009?
  • Existe forte evidência para o uso de arginina favorável à cicatrização das feridas?
  • Quando devo usar pensos bioativos?
  • Que pensos não provocam skin stripping?
  • Pensos com Mel atuam em todas as fases da cicatrização?
  • Como os pensos controlam os biofilmes nas feridas complexas infetadas?
  • Os biofilmes são visíveis a olho nu?
  • Usar ou não usar antissépticos no tratamento das feridas?
  • Como aplicar as larvas no leito da ferida?
  • O que são hiperqueratoses, dermopatias, onicólises, onicogrifoses e onico-criptoses? O que fazer?
  • Deve usar-se protetores cutâneos em UPP de categoria I?
  • Usa-se sempre pensos absorventes em feridas exsudativas.
 
A comissão organizadora

 

PROGRAMA

PROGRAMA

 


Por razões alheias à Comissão Organizadora foi necessário alterar o local de realização do Congresso:
AUDITÓRIO METRO DE LISBOA - ALTOS DOS MOINHOS

Inscrições até dia 1/10/15

 

Dia 2 de Outubro de 2015, Sexta-feira

 

8.30h – Abertura do secretariado e entrega de documentação
9.15h – Cerimónia de Abertura

Sérgio Gomes, Chief Nursing Officer - CNO
Carlos Margato, Sinais Vitais/Formasau e Feridasau
Filomena Leal, Associação Científica dos Enfermeiros


9.40h – 10.50h – PAINEL 1

Foco: Pele da pessoa – uma preocupação crescente
Moderador:
Arménio Cruz, Prof. Doutor ESEnf Coimbra

  • Só a pele da pessoa idosa está envelhecida? Intervenções de Enfermagem dirigidas à pessoa com pele envelhecida - Enfª Elsa Menoita, Feridasau
  • Manchas e lesões: quando me devo preocupar? Abordagem diferencial entre queratose actínica, carcinomas espinocelulares, basocelulares e melanomas - (a confirmar)
  • Hidratação da pele com emolientes – todos os emolientes são humectantes?João Vanzeller, Mernovis

10.50h – 11.20h – Intervalo para café


11.20h – 12.30h – PAINEL 2

Foco: O recurso. Este material de penso ajuda na cicatrização?
Moderador:
Enfº. Rui Pedro - APTF; GAIF

  • Perante uma ferida complexa estagnada: quando devo usar pensos antimicrobianos tópicos com surfactantes e bioativos? -Enfº Vítor Santos, Feridasau
  • Qual a diferença entre mel medicinal e mel caseiro? Os méis medicinais são todos iguais? - Enfª Ana Rita Cigarro, Hospital São João de Deus, Montemor-o-Novo
  • Pensos aderentes, não aderentes e atraumáticos: qual a sua diferença e aplicação? - Enfª Cláudia Gomes, Feridasau

 

12.15/12.45 - CONFERÊNCIA 1
Larvaterapia já comercializada em Portugal? - Toni Hubbard, BioMonde (European Distribuidor Partnership Manager), Patrocínio Queenlabs (distribuidor exclusivo em Portugal)

 

12.45h – 14.00h – Almoço

 

14.00h – 15.10h – PAINEL 3

Foco: O conhecimento. Empirismo, mitos e evidências
Moderador:
Enfª Helga Rafael - ESEL

  • Nutrição: o que é mito e evidência? - Dra. Célia Lopes, Nutricia
  • Terapia de feridas por pressão negativa é substituível por vácuo fornecido por rampa? - Enfª Éster Malcato
  • Que práticas diárias são ainda utilizadas na prevenção e tratamento de feridas mas já não são recomendadas? - Enfª Kátia Furtado - Elcos


15.15h – 16.30h – PAINEL 4

Foco: Úlcera de Perna e Pé Diabético
Moderador:
Enfº. Dulce Cabete - ESEL

  • Posso recorrer à terapia compressiva em doentes com úlcera venosa com diabetes mellitus? - Enfº Vítor Santos, Feridasau
  • Massagem de drenagem linfática e exercícios miolinfocinéticos, quais os benefícios e como realizar? - Enfª Tânia Azevedo, CHUC
  • Pé diabético – patologia não ulcerativa – que olhar clínico e que cuidados de enfermagem? - Enfº Manuel Cardoso, CHLC
  • Controlo da dor - Enfª Elsa Cristina Santos, CHUC

 

16.40 – 17.15 – Conferência 2

A importância da nutrição no tratamento de feridas complexas - Ana Sofia Cunha, nutricionista, BFOOD®ANA (Alimentação Natural Adaptada), Patrocínio PalmeiroFoods, Natural Solutions

 

17:20h – 19h – Apresentação de Comunicações Livres

Moderadores: Vítor Santos, Elsa Menoita e Carlos Margato, Feridasau

 

17.20h – 17.35h – Comunicação Oral Nº 1: Conocimientos de los profesionales de Enfermería de una Unidad de Heridas sobre "Nutrición ortomolecular en pacientes portadores de heridas crónicas", Carla Jimenez Rodrigues

 

17.40h – 17.55h – Comunicação Oral Nº 2: Disponibilidade de materiais de alivio de pressão no Unidade Geriátrica de Hospital Insular em Lanzarote, Francisco José Hernández-Martínez

 

18.00h – 18.15h – Comunicação Oral Nº 3: Aplicación terapéutica del aceite esencial de "Foeniculum Vulgae" en las Heridas Crónicas: la crisis continúa., Bienvenida C. Rodríguez- de- Vera


18.20h – Início da apresentação dos posteres
19.00h – Encerramento do 1º dia

 

COMUNICAÇÕES LIVRES - QUADRO DE AVALIAÇÃO

 


 Dia 3 de Outubro de 2015, Sábado

 

9.00h – 09.30h – CONFERÊNCIA 3

  • Tratamento de feridas: existem intervenções de enfermagem dependentes?

Carlos Margato, Feridasau e Sinais Vitais

 

09.30h – 11.00h – PAINEL 5
Foco: O processo. DIM (desbridamento + controlo de infecção + controlo de humidade)

Moderador:Enfº Luis Paiva - ESENFC

  • Posso usar concomitantemente diferentes formas de desbridamento? A que técnicas de desbridamento cortante devo recorrer: square, cover ou slice? - Enfª Cláudia Gomes, Feridasau
  • Quais os antissépticos que devo usar? Quais os mais citotóxicos e os de nova geração? - Enfª Ana Rita Cigarro, Hospital São João de Deus, Montemor-o-Novo
  • O que são surfactantes e o que devo saber dos comercializados em Portugal: Betaine, F-68, Cloreto de Benzetónio e etilhexilglicerina? - Enfª Cristina Miguens, Clinical Educator, PolyMem

11.00h – 11.30h – Intervalo para café

 

11.30h – 12.45h – PAINEL 6
Foco: UPP e dermatites associadas à incontinência (DAI)

Moderador: Verónica Coutinho - ESENFC

  • Nem todas as lesões na região sagrada são úlceras por pressão. O caso das DAI. Que cremes e materiais de penso não são recomendados? - Enfª Elsa Menoita, Feridasau
  • Quais as abordagens mais adequadas nas feridas com flictenas? -Enfª Cristina Miguens, Clinical Educator, PolyMem
  • Guidelines das UPP de 2014 – o que nos trazem de novo? - Enfº Paulo Alves, APTF

13.00h – Sessão de Encerramento e entrega de prémios

 

COMUNICAÇÕES

 

APRESENTAÇÃO DE COMUNICAÇÕES LIVRES/ PÓSTERES

A organização do VI Congresso abre aos inscritos a possibilidade de se candidatarem à apresentação de Comunicações Livres em formato de Póster e de Comunicações Orais. A intenção é permitir a sua participação activa no Congresso com a divulgação de projectos e trabalhos decorrentes da prática clínica, investigação e/ou formação.
Podem candidatar com este tipo de comunicação, Enfermeiros e outros profissionais de saúde desde que licenciados e estudantes (Cursos de Licenciatura), desde que tenham desenvolvido projectos relacionados com a temática do Congresso.

 

Âmbito temático da candidatura:
Gestão de Feridas Complexas


Podem candidatar-se:
Enfermeiros, médicos, farmacêuticos e nutricionistas
Estudantes das mesmas disciplinas


Princípios da candidatura:
A candidatura processa-se através do envio do resumo (modelo próprio) de candidatura para Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.. até dia 14 de Setembro às 24 horas;


Os resumos devem ser conter:

  • Nome completo do(s) autor(es), morada, e-mail e contacto do 1º autor; Nome completo dos restantes autores.
  • No máximo de 450 palavras, onde apresente: breve introdução, objectivos, metodologia, desenvolvimento, conclusões e bibliografia – conforme modelo.
  • Entre um (1) a cinco (5) autores;
  • Os autores inscritos no Congresso à data da selecção dos resumos.
  • Terão preferência na selecção e na avaliação final os trabalhos que apresentem experiências de serviços e experiências clínicas com resultados e os que apresentem dados empíricos.
  • A lista com os Pósteres e Comunicações Orais seleccionados pode ser consultada em www.sinaisvitais.pt no dia 8 de Agosto.
  • Os Posteres devem impressos para apresentação num placard com 0, 80 m de largura e 1,20m de altura. Posteres têm 5 minutos de apresentação.
  • As comunicações orais terão 10 minutos para apresentação.

Prémios: atribuição de classificação e emissão de certificação. Prémios em livros edições Formasau no valor de: 150€ (1º Prémio); 100€ (2º Prémio)); 50€ (3º Prémio)).

MODELO DE RESUMO - enviar por email para Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.">

 

COMISSÕES

 

COMISSÃO CIENTÍFICA

  • Carlos Margato – Sinais Vitais, Formasau
  • Elsa Menoita – Feridasau
  • Arménio Cruz – Revista de Investigação em Enfermagem
  • Fernando Amaral – Director da Revista Sinais Vitais
  • Rita Cigarro – Hospital São João de Deus, Montemor-o-Novo
  • Luís Oliveira – Sinais Vitais
  • Kátia Furtado, Elcos
  • Paulo Alves, APTF
  • Cristina Miguéns, Clinical Educator, PolyMem
  • Vitor Santos, Feridasau

 

COMISSÃO ORGANIZADORA

  • Carlos Margato – Sinais Vitais, Formasau
  • Elsa Menoita – Feridasau
  • Rui Margato – Sinais Vitais, Formasau
  • Rita Cigarro – Feridasau

 

LOCALIZAÇÃO

 
O Auditório é na estação Alto dos Moinhos (Linha Azul) do Metropolitano de Lisboa,  sita à Rua João de Freitas Branco, sob o Viaduto da Av. Lusíada. A entrada faz-se pelo átrio da estação Alto dos Moinhos.

 

ntrega de prémios

Pesquisar Artigos