Congresso Enfermagem em Cuidados Paliativos

 

Congresso Enfermagem em Cuidados Paliativos
10 e 11 de Fevereiro de 2017
Auditório Santa Clara
Escola Superior de Enfermagem de Coimbra - Pólo B

 CURSO DE APOIO AO LUTO

FICHA DE INSCRIÇÃO


 


 

Temáticas:

  • Cuidados paliativos em Portugal
  • Realidade e necessidades na prestação de Cuidados Paliativos em Portugal
  • Gestão de sintomas em Cuidados Paliativos
  • Abordagens não farmacológicas no controlo de sintomas no doente paliativo
  • Desafios dos Cuidados Paliativos em populações especiais
  • A família: entidade cuidadora e a cuidar
  • Vulnerabilidade e autonomia em Cuidados Paliativos: reflexões bioéticas
  • Para além da prestação de cuidados: a investigação em Cuidados Paliativos

JUSTIFICAÇÃO

Os cuidados paliativos impõem-se cada vez mais no sistema de saúde. As pessoas vivem cada vez mais e cada vez mais tempo doentes. O sofrimento e a dor são por isso cada vez mais um foco, só por si, para os quais temos que estar atentos. A vivência de situações de fim de vida não tem que comportar nem dor nem sofrimento. Os cuidados paliativos surgiram para fazer face a esta necessidade, manter o corpo ainda que doente sem sofrimento nem dor e garantir que a morte é vivida de uma forma digna.

A rede de cuidados paliativos ainda é escassa no sistema de saúde português, no entanto existe uma rede de organizações, quer no setor público quer no setor privado que estão a dar uma resposta de qualidade aos que dela necessitam.

A Revista Sinais Vitais atenta que está aos problemas das pessoas e das organizações prestadoras de cuidados organiza este fórum de discussão que vai permitir dar a conhecer o que de relevante se anda a fazer, quais os constrangimentos e de que forma os enfermeiros podem ser agentes ativos na melhoria do acesso e das respostas em cuidados paliativos.

PROGRAMA

 SEXTA-FEIRA, 10 DE FEVEREIRO DE 2017

8.30h – Abertura do secretariado

9.00h – Sessão de abertura: Enfermagem em Cuidados Paliativos

9.30/10.30h – Mesa redonda I: Cuidados paliativos em Portugal: passado, presente e futuro

Moderador: Ana RochaEnfermeira – IPO CRO Coimbra

  • História dos cuidados paliativos em Portugal – Dr. Lourenço Marques, Médico, Professor da Universidade da Beira Interior
  • Novos desafios aos Cuidados Paliativos em Portugal. Reforma dos Cuidados Paliativos no SNS – Professor Doutor Manuel Luís Capelas, Coordenador do Observatório Português dos Cuidados Paliativos e Presidente da Associação Portuguesa de Cuidados Paliativos

10.30/11.00h – Intervalo

11.00/12.30h – Mesa redonda II: Realidades e necessidades na prestação de cuidados paliativos em Portugal

Moderador: Teresa Margarida Almeida Neves, Enfermeira, CHUC

  • Equipa de suporte comunitário em cuidados Paliativos – Bruno Fonseca, Enfermeiro ULS Matosinhos
  • Equipa intrahospitalar de suporte em Cuidados Paliativos. O caso do Hospital S. António – Júlia Alves, Enfermeira, Hospital S. António, Porto
  • Unidade de internamento de Cuidados Paliativos. IPO Coimbra – Conceição Cruz, Enfermeira Chefe IPO – CROC
  • Realidade dos Cuidados Paliativos na rede de Cuidados – Vítor Rua, Enfermeiro, Hospital de Cantanhede Arcebispo João Crisóstomo
  • Realidade da resposta privada em Cuidados Paliativos – Catarina Simões, Enfermeira, Hospital da Arrábida
  • Projetos que impulsionam a implementação do Cuidados Paliativos em Portugal – Exemplo da equipa comunitária da Gândara– José Nuno, Enfermeiro, Hospital de Cantanhede Arcebispo João Crisóstomo

13.00/14.00h – Almoço Livre

14.00/15.30h – Mesa redonda III: Gestão de sintomas em Cuidados Paliativos

Moderador: Maria Conceição BentoPresidente da ESEnfC

  • Clusters de sintomas em cuidados paliativos - Ana RochaEnfermeira – IPO CRO Coimbra
  • Gestão de sintomas e da dor em contexto domiciliar - Florbela GonçalvesMédica da ECSCP Gândara - Cantanhede

15.30/15.45h – Intervalo


15.45/16.15hConferências: Abordagens não farmacológicas no controlo de sintomas no doente paliativo

  • Acupuntura na gestão de sintomas em cuidados paliativos - Dr. Joaquim Almeida
  • Projeto bem-estar - IPO CRO Coimbra - Enfª Graça Folhas, Enfermeira – IPO Coimbra

16.15/16.30h – Intervalo

16.30/17.30h – Mesa redonda IV: Desafios dos Cuidados Paliativos em populações especiais

Moderador: Rui Jarró Margato, Enfermeiro, CHUC

  • Cuidados Paliativos PediátricosSara Raposo Seabra - Enfermeira, Hospital Pediátrico de Coimbra
  • Cuidados Paliativos no doente com esclerose Lateral AmiotróficaSónia Cristina Bessa Teixeira, Enfermeira, Hospital S. João do Porto
  • Cuidados Paliativos na pessoa com demência, Isabel Santos e Andreia CondeUnidade de Demência do Hospital do Mar

17.30/19.00hApresentação de comunicações Livres

19.15h – Encerramento do 1º dia

SÁBADO, 11 DE FEVEREIRO DE 2017

8.30h – Reabertura do secretariado

9.00/11.00h – Mesa redonda V: A família: entidade cuidadora e a cuidar

Moderador: Piedade Leão, Psicóloga IPO Coimbra

  • Plano Avançado de Cuidados: Pertinência da Família - Susana Lopes, Assistente Social do Hospital de Cantanhede Arcebispo João Crisóstomo
  • Promoção da espiritualidade e gestão da esperança de doentes e família em Cuidados Paliativos – Ana Querido, Professora Doutora da Escola Superior de Saúde IPLeiria
  • O luto em Cuidados Paliativos: impacto nos cuidadores (família e profissionais) – Sara Gomes, IPO CRO Coimbra
  • O papel das associações no apoio no luto – Cristina Felizardo, Projecto Cfeliz
  • Cuidar dos cuidadores na paralisia cerebral – Ana Rita Tavares, FAPPC

11.00/11.30h – Intervalo

11.30/13.00h – ConferênciasVulnerabilidade e Autonomia em Cuidados Paliativos e Para além da prestação de cuidados

  • Directivas antecipadas de vontade – sua aplicabilidade no sistema de saúde – Mara Freitas, Enfermeira, coordenadora do Grupo de Reflexão Ética da Associação Portuguesa em Cuidados Paliativos
  • A formação em Cuidados Paliativos?Marília Dourado, Professora Doutora Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra
  • Barreiras e prioridades para a investigação em Cuidados Paliativos? - Bárbara Gomes, Professora Doutora da Faculdade de Medicina da universidade de Coimbra
  • Validação e utilização e escalas de avaliação sintomas – Professor Doutor Pedro Lopes Ferreira POS –S - Professor Doutor Pedro Lopes Ferreira, Centro de Estudos e investigação em saúde – FEUC

13.00/13.15h – Sessão de encerramento

REGULAMENTO DE COMUNICAÇÕES ORAIS/POSTERS

 Os posters/comunicações orais devem ser originais e versar a área temática do Congresso Enfermagem em Cuidados Paliativos;
Aceitam-se trabalhos de reflexão, pesquisa bibliográfica, estudos de investigação, projectos de intervenção;
Podem ser elaborados individualmente ou em grupo, tendo o grupo o máximo 5 elementos;
Os autores e co-autores devem estar todos inscritos no Congreso à data da recepção dos resumos, caso contrário os trabalhos não serão aceites;

Os resumos devem conter:
Entre 400 a 600 palavras, dactilografadas em letra Arial, tamanho 12 e espaço simples;
O nome completo do (s) autor (es) e a morada, contacto telefónico e correio electrónico de um do (s) autor (es);
Título em letras maiúsculas e sem abreviaturas; os autores e co-autores perfazendo o máximo de 4 (referindo o prelector); introdução; objectivos; desenvolvimento; metodologia; conclusão e referências bibliográficas;
Os resumos das comunicações orais devem especificar os recursos previstos para a apresentação;
Devem ser enviados por correio electrónico para Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar..">Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Requisitos dos posters:
O texto deve ser visível a 1,5 metros de distância;
Conter preferencialmente figuras, fotografias e gráficos;
As dimensões devem ser no máximo 80/100 cm (na horizontal);
Conter referências bibliográficas.
MODELO DE RESUMO - enviar por email para Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
">

Apresentação oral dos posters seleccionados:
A apresentação constará apenas da exposição do mesmo.
Os posters e as apresentações das comunicações orais devem ser enviados em formato digital para Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. (secretariado do Congresso).
Os pósteres impressos devem ser entregues no secretariado no dia 10 de Fevereiro durante o período da manhã e levantados no dia 11 de Fevereiro a partir das 13 horas.

Requisitos das comunicações orais:
A apresentação das comunicações orais não pode exceder 10 minutos, sendo efectuada apenas por um dos autores, cuja identificação deve ser indicada no resumo.
Ao prelector será passado o certificado e aos restantes elementos do grupo será atribuído certificado de co-autor.
MODELO DE RESUMO - enviar por email para Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

A avaliação dos posters/ comunicações orais será feita por um júri atendendo aos seguintes critérios:
Concordância com o regulamento;
Relevância do conteúdo científico;
A adequação da metodologia utilizada;
Resultados obtidos e contributos para a comunidade.

Incentivos:
Serão certificados todos os posters / comunicações orais;
Será atribuído prémio ao poster / comunicação oral classificado/a em 1º lugar;
Será atribuída menção honrosa ao poster / comunicação classificado/a no 2º e 3º lugar;
Os prémios dos trabalhos premiados só podem ser atribuídos aos autores que estejam presentes.

 

CURSO DE APOIO AO LUTO

Objectivos:
Objetivo geral: Pretende-se, nesta ação de formação, dotar os participantes de conhecimentos e técnicas de forma a lidar com família enlutadas e pessoas em fim de vida.
Objetivos específicos:

  • Conhecer o conceito de sentido de vida na perspetiva da logoterapia (saber-saber)
  • Conhecer as teorias que sustentam os processos de vinculação humana (saber-saber)
  • Refletir sobre a representação da morte e do morrer em Portugal (saber-saber)
  • Conhecer as variáveis do luto enquanto processo (método Kubler-Ross / saber-saber)
  • Simulações práticas na processo de intervenção no luto: relação de ajuda (saber-fazer; saber-ser)

Organização Programática:

  • Módulo 1: O sentido da Vida e a Vinculação
  • Módulo 2: A representação social da morte e do morrer em Portugal
  • Módulo 3: O processo de luto e a relação de ajuda

Formadora: Mafalda Machado
- Licenciada e Mestre na área de Ciências da Educação.
- Formadora certificada.
- Diretora técnica em lar de idosos Casa da Aneva, Habitação e Ação Social para Idosos.

Carga Horária:
4 horas, dia 10 de Fevereiro de 2017 , com início às 14 horas.

Local de realização:
Sala de formação da Escola Superior de Enfermagem de Coimbra, pólo B
- S. Martinho do Bispo, em Coimbra.

Responsabilidade:
Servilusa
Organização:
Formasau, Formação e Saúde, Lda.
Preço: 10€

 

COMISSÕES

Comissão Científica
Ana Maria Neves Rocha – IPOCFG, E.P.E
Conceição Cruz – IPOCFG, E.P.E
Carlos Margato – CHUC
Fernando Amaral - ESEnfC

Comissão Organizadora
Ana Maria Neves Rocha – IPOCFG, E.P.E
Rui Margato – CHUC
Fernando Amaral – ESEnfC
João Petetim – CHUC

Comissão de Honra
Maria Conceição Bento – Presidente da ESEnfC
Soledade Neves, Enfermeira Directora IPOCFG, E.P.E
Artur Carvalhinho - Enfº Director do Hospital de Cantanhede Arcebispo João Crisóstomo

 

LOCALIZAÇÃO

Auditório Santa Clara, Escola Superior de Enfermagem de Coimbra - Pólo B

O Polo B situa-se na freguesia de S. Martinho do Bispo, na margem esquerda do Rio Mondego, junto ao CHUC - Hospital Geral (também conhecido por Hospital dos Covões), com o seguinte endereço:

Rua 5 de Outubro | Apartado 7001 | 3046-851 Coimbra
GPS: 40.197872, -8.461715

Pesquisar Artigos