Categorias

Pesquisar na Loja

Paraplegia: Percursos de Adaptação e Qualidade de Vida

PDFImpressãoEmail
Estuda o processo de adaptação à Paraplegia a partir de relatos de pessoas. Avalia os níveis de qualidade de vida do(a)s paraplégicos
20.jpg20.jpg

Com envio CTT para 4,00 €
Preço base 19,00 €
Preço de venda com desconto
Preço Venda17,10 €
Desconto 1,90 €
Descrição

Autores: Fernando Dias Henriques
Editora: Formasau
Ano de edição: 2004

PREFÁCIO

A vida de cada pessoa torna-se única não só pela sua natureza mas por toda a experiência que vai adquirindo, podendo a situação de deficiência, incapacidade ou desvantagem constituir um contributo incalculável não só para ela mas para a sociedade para a sua individualidade.
Os percursos de adaptação à paraplegia espelhados na qualidade de vida tornam-se um acto de criação que nos surpreende, não apenas pelos resultados estatísticos, mas muito mais pelo que emerge dos discursos dos participantes e pela forma como o autor conduz toda a obra.
Encontramos contributos para compreender, aceitar e intervir na vivência da pessoa com paraplegia. Mais que um roteiro de cuidados, temos um processo criativo de relação e desenvolvimento de um percurso de reabilitação de pessoas que vivenciam a situação de paraplegia traumática.
O autor não fica por uma abordagem meramente física das implicações da paraplegia, encaminha-se para a globalidade da pessoa, procura e encontra, de forma brilhante e única, áreas pouco exploradas no que se refere aos cuidados de saúde neste contexto.
Nos relatos de quem vive a situação de \" ser paraplégico\" encontramos um manancial incalculável de contributos que levam a compreender os factores individuais de adaptação que podem constituir uma fonte de suporte ao cuidar reflexivo quando nos é dado a oportunidade de cuidar de pessoas paraplégicas nos vários contextos, mais, podemos mesmo encontrar caminhos que levam a angariar energias para consolidar a capacidade de ajudar a viver a deficiência com vista à independência.
Numa sequência transversal da obra, identificamos o esforço do autor de não se ficar pelo abstracto da situação, mas o descer à realidade complexa da vida cruzando os factores individuais e colectivos das pessoas paraplégicas.
O estudo mergulha ainda, na relação da paraplegia com a situação particular de vida considerando a adaptação à deficiência no meio familiar, sócio-cultural e profissional, contemplando não só as vivências relatadas pelos participantes, mas chamando ao discurso resultados de outros estudos e referencias a autores reconhecidos nas mesmas áreas.
Sobre o conhecimento científico que emerge desta obra é de realçar não só a metodologia de investigação utilizada mas o relato consistente reflexivo, rigoroso do desenvolvimento empírico percorrido e os resultados encontrados particularmente na relação com a qualidade de vida das pessoas com paraplegia traumática.
Por ultimo, desafio o leitor a encontrar nesta obra não só o conhecimento sobre a temática, mas o prazer que a mesma incorpora na forma delicada como surge o discurso e os relatos dos participantes.
Reitero a ideia de que mais que uma síntese sobre os percursos de adaptação à paraplegia, em causa está a possibilidade de cada leitor reflectir sobre a vida real das pessoas com paraplegia traumática e relembrar que esta situação é imprevisível no percurso de vida de todos nós.

Manuela Martins