Categorias

Pesquisar na Loja

REABILITAÇÃO DA PESSOA COM AVC

PDFImpressãoEmail
avc2010_100.jpgavc2010_100.jpg

Com envio CTT para 4,00 €
Preço base 13,00 €
Preço de venda com desconto
Preço Venda11,70 €
Desconto 1,30 €
Descrição

Autor(es): Teresa Banco; Rui Santos
ISBN: 978 989 8269 09 6

1. ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL

1.1 Definição

1.2 Factores de Risco

1.3. Fisiopatologia

1.4. Tipologia etiológica

1.5. Tipologia territorial

1.5.1 Síndrome da carótida interna

1.5.2 Síndrome da artéria cerebral média

1.5.3 Síndrome da artéria cerebral anterior

1.5.4 Síndrome da artéria cerebral posterior

1.5.5 Síndrome da artéria basilar

1.5.6 Síndrome da artéria vertebral

1.5.7 Enfartes lacunares

1.6. Alterações resultantes da lesão

1.7. Diagnóstico

1.8. Tratamento

2. A REABILITAÇÃO

2.1 Neuroavaliação pelo Enfermeiro

2.1.1 Avaliação do estado de consciência

2.1.2 Avaliação da reacção pupilar

2.1.3 Avaliação por pares craneanos

2.1.4 Avaliação da força muscular

2.1.5 Avaliação da coordenação de movimentos

2.1.6 Avaliação da sensibilidade

2.1.7 Avaliação do tonus muscular

2.2 Técnicas de Reabilitação

2.2.1 Posicionamentos

2.2.2 Mobilizações

2.2.3 Actividades Terapêuticas

2.2.4 Transferência do Doente Hemiplégico da Cama/Cadeira de Rodas

2.2.5 Treino de Marcha

2.2.6 Treino de ABVD’s/AIVD’s

3. REGRESSO A CASA

3.1. Auto-cuidado, a base da autonomia

3.2. A fam ília numa sociedade em mudança

3.3. A crise familiar

3.4. Da crise familiar ao equilíbrio

3.5. Reeducar para uma vida nova

3.6. Cuidados continuados – um cuidado em parceria

4. CONSIDERAÇÕES FINAIS

 

PREFÁCIO

A sociedade e as alterações dos seus hábitos de vida têm criado condições ao aparecimento de maior número de acidentes vasculares cerebrais, em idades cada vez mais jovens.

As incapacidades e desvantagens que a doença provoca, conduzem a modificações significativas na sua vida das pessoas, da sua família e na sociedade. Esta transição exige intervenção de técnicos qualificados para conduzir processos de adaptação à nova realidade, diferente, mais complexa e com dimensões e processos nem sempre fáceis de enquadrar nos ritmos da vida moderna.

As incapacidades que o AVC provoca tem a ver com as áreas do cérebro afectadas, com factores intrínsecos à pessoa, dos quais destacamos a idade, o sexo, a orientação sócio-cultural, a satisfação com a vida, a auto-estima, a percepção de auto-eficácia, a capacidade funcional e cognitiva e, factores extrínsecos, como, os recursos familiares e da comunidade disponíveis, o ambiente, a pessoa significativa e as terapêuticas de enfermagem.

O livro que agora se edita é o instrumento ideal para enfermeiros e técnicos usarem na sua prática diária. Permite uma consulta fácil dos aspectos centrais de uma patologia complexa como é o AVC, obtendo orientações ajustadas à avaliação clínica da pessoa doente e da família. Apresenta-nos também uma excelente orientação no âmbito do uso de técnicas de reabilitação, com sequência desde o processo inicial pós episódio de doença, passando pelo ajustamento da pessoa à sua dependência, intervindo nos processos adaptativos essências à promoção do autonomia: nas actividades de vida diária, no domínio psicológico, emocional, cognitivo, linguagem, leitura, escrita, e nas alterações da fala e da deglutição.

Finalmente trabalha um outro aspecto essencial: o regresso a casa. A família, é para as pessoas vítimas de AVC a sua grande âncora. Mas para desempenho desse papel necessita de orientação, conhecimentos, capacidades e suporte dos enfermeiros. Este trabalho deve ser encarado como o processo através do qual o objectivo da continuidade dos cuidados é atingido, não é um evento isolado, mas um processo contínuo. Mais, é um processo e um serviço onde as necessidades dos doentes são identificadas e avaliadas e a assistência é fornecida para preparar o doente para passar de um nível de cuidados para um outro (de cuidados hospitalares, para o domicílio ou outra instituição). Deve ser um processo hospitalar e interdisciplinar, que deve estar disponível para ajudar as pessoas doentes e os familiares no desenvolvimento de um plano de cuidados pós hospitalar fiável.

Consciente das necessidades existentes no âmbito do desenvolvimento de competências nesta área, o livro permite retirar contributos para o profissional ajudar a pessoa doente e a família a reorganizarem o projecto de saúde de acordo com as necessidades decorrentes das transições que vivenciam, dotando-as de recursos para uma resposta eficaz aos desafios de saúde.