New item
DAE
dgert
ordem

Índice do artigo

Revista Investigação Enfermagem nº24

 

 

 

 

 

 

ESTUDO COMPARATIVO TRANSCULT URAL INTERNACIONAL SOBRE AS PERCEPÇÕES DOS ENFERMEIROS EM RELAÇÃO AOS CUIDADOS DE ENFERMAGEM INDIVIDUALIZADOS
INTERNACIONAL CROSS-CULTURAL COMPARATIVE STUDY ON THE PERCEPTIONS OF NURSES IN RELATION TO NURSING CARE INDIVIDUALIZED
Deolinda Antunes; Catarina Batuca; Ana Ramos; César Fonseca; Marta Ferreira; Riitta Suhonen; Evridiki Papa Stavrou; Chryssoula Lemonidou; Ewa Idvall; Rengin Acaroglu; Valmi D. Sousa

 

ADAPTAÇÃO PSICOSSOCIAL DA PESSOA SUBMETIDA A OSTO MIA E AS NECESSIDADES DE INTERVENÇÃO DA ENFERMAGEM
PSYCHOSOCIAL ADAPTATION AND NURSING INTERVENTION NEEDS OF THE NEWLY OSTOMATE
Maria Teresa Leal; Ana Filipa Ramos

 

 

A DOR CRÓNICA NÃO ONCOLÓGICA E A FAMÍLIA: UMA REVISÃO
THE FAMILY DIMENSION OF THE NON-ONCOLOGIC PAIN: A REVIEW
Cristina Bárbara da Costa Freitas Pestana

 

PROMOVER A QUALIDADE DE CUIDADOS DE ENFERMAGEM A PESSOAS IDOSAS EM UNIDADES DE CUIDADOS CONTINUADOS
PROMOTION THE QUALITY OF NURSING CARE TO OLDER PERSONS IN LONG-TERM CARE
Maribel Domingues Carvalhais; Liliana Sousa

 

CONTRIBUTO S DA FORMAÇÃO NA ÁREA DOS CUIDADOS PALIATIVOS: UM ESTUDO QUANTITATIVO NOS ENFERMEIROS DE CUIDADOS DE SAÚDE PRIMÁRIOS
CONTRIBUTIONS OF TRAINING IN THE AREA OF PALLIATIVE CARE: A quantitative study in nurses of Primary Health Care
Cláudia de Jesus Dias Xavier

 

CONHECIMENTOS E COMPORTAMENTO S DE RISCO EM RELAÇÃO À INFECÇÃO VIH/SIDA EM INDIVÍDUOS COM IDADES SUPERIORES A 50 ANOS
THE KNOWLEDGE AND WHICH RISK BEHAVIOURS ARE ADOPTED BY INDIVIDUALS WITH 50 YEARS OF AGE, OR MORE, CONCERNING HIV/AIDS INFECTION
Sara Isabel Torres Fonseca

 

QUALIDADE DE VIDA E ACTIVIDADE FÍSICA EM CRIANÇAS/JOVENS COM DIABETES MELLITUS TIPO ILIFE QUALITY AND PHYSICAL ACTIVITY IN CHILDREN/YOUNG WITH DIABETES MELLITUS TYPE 1
Inês Branco Almeida; Susana Isabel Vicente Ramos

 

 

INVESTIGAÇÃO EM ENFERMAGEM: REFLEXÕES SOBRE PRÁTICAS CIENTÍFICAS E A CONSTRUÇÃO DO SABER
Research in nursing - Reflections sounder scientific practices and the construction of knowledge
Maria Arminda Rodrigues Alves Pereira

 

REFLECTIR SOBRE A PRÁTICA DE CUIDADO S DE ENFERMAGEM PARA A CONSTRUÇÃO DOS INSTRUMENTO S DE RECOLHA DE DADOS
REFLECTING ON THE PRACTICE OF NURSING FOR THE CONSTRUCTION OF INSTRUMENTS FOR DATA COLLECTION
Maria Manuela Martins; Carla Sílvia Fernandes

 

EDITORIAL

A crise económica internacional e nacional é um facto que tem vindo a afectar nos últimos meses a maioria dos países a nível mundial, incluindo os países europeus, sendo Portugal, juntamente com a Grécia e a Irlanda, referidos como alguns dos exemplos mais evidentes, para a qual não existe uma previsão sobre o seu termo.

Em sequência desta crise, foram realizados acordos com entidades bancárias e financeiras internacionais, a denominada “Troika”, para apoiarem financeiramente Portugal para consolidar as suas contas públicas, evidentemente, a troco de exigências e condições rigorosas e duras, que se irão reflectir nas diversas áreas, e na qualidade de vida dos portugueses, para o qual o novo governo de coligação recentemente eleito terá de dar resposta.

Que reflexos é que esta situação poderá trazer para o campo da investigação em Portugal, que nos últimos anos, segundo muitos actores e intervenientes, tem tido um desenvolvimento relevante, mesmo comparado com muitos países considerados desenvolvidos nessa matéria?

De facto, a realização de Doutoramentos (de enfermagem e outros), o desenvolvimento de Unidades de Investigação, o apoio a projectos de investigação, a integração de enfermeiros em equipas de investigação multidisciplinares, a participação em prémios e o acesso a bolsas de investigação, têm sido alguns dos factores fundamentais para o incremento verificado.

Segundo o novo ministro da Educação, do Ensino Superior e da Ciência, o investigador Nuno Crato, a aposta na ciência não vai parar, pois a ciência é uma das raras áreas que apresenta um “progresso sustentado” em Portugal e, segundo o programa do governo, pretendem mesmo aumentar o “ratio em Investigação e Desenvolvimento sobre o PIB e na diversificação de financiamento”.

Ainda segundo o novo programa do Governo, os apoios devem privilegiar “actividades de I&D de excelência”, com investimento em áreas críticas para o desenvolvimento social e económico de Portugal, onde entre outras, se incluem as “ciências da vida e da saúde”, de preferência com repercussões financeiras na saúde pública.

Perante as intenções anunciadas (esperemos que não passem apenas de intenções!), ambicionamos que a Enfermagem não seja secundarizada em relação a outros grupos de investigadores, permitindo dar continuidade a uma dinâmica de desenvolvimento da enfermagem como disciplina e ciência.

Para terminar e relacionado, ainda, com esta dinâmica, decerto com impacto na investigação e na enfermagem, não podemos deixar de enaltecer a realização, em breve, de dois eventos de real importância para a Enfermagem, e para os quais desejamos as maiores êxitos.

Estamos a referimos à realização da XI Conferência Iberoamericana de Educação em Enfermagem da ALADEFE e ao III Encontro Latinoamerica-Europa, de 18 a 24 de Setembro de 2011, em Coimbra, para análise do Ensino da Enfermagem no Mundo, organizada pela Associação Latinoamericana de Escolas e Faculdades de Enfermagem (ALADEFE), pela Escola Superior de Enfermagem de Coimbra e pela Unidade de Investigação em Ciências da Saúde – Enfermagem.

Durante este evento, após um processo de dois anos de legalização, realizar-se-á a cerimónia de investidura da Associação Honorífica da Escola Superior de Enfermagem de Coimbra como Capítulo na The Honor Society of Nursing, Sigma Theta Tau International (STTI), que evidencia o reconhecimento internacional da excelência da enfermagem portuguesa, pela segunda maior organização de enfermagem do mundo, com responsabilidades no apoio, desenvolvimento, aprendizagem, conhecimento e profissional dos enfermeiros a nível mundial.

Arménio G. Cruz